High Fives

ASSOCIAÇÃO DE ANÁLISE E MODIFICAÇÃO COMPORTAMENTAL (AAMC)

 

MISSÃO

A Associação de Análise e Modificação Comportamental (AAMC), tem como missão a divulgação, desenvolvimento e reconhecimento da Análise Comportamental Aplicada em Portugal, como uma ciência e área de intervenção eficaz para uma melhoria na qualidade de vidas das pessoas.


Temos, também, como objetivo o desenvolvimento de formação junto de vários profissionais, de acordo com os princípios e estratégias da Análise Comportamental Aplicada.


Com esta associação, pretendemos contribuir para uma mudança social significativa da sociedade, em Portugal.

SOBRE NÓS

A nossa equipa é formada por profissionais da área da Psicologia e da Motricidade Humana, com experiência e formação em Análise Comportamental Aplicada.


A Análise Comportamental Aplicada (ABA) é a ciência do comportamento que utiliza estratégias comportamentais empíricas e que são continuamente estudadas. O ABA refere-se a um conjunto de princípios que se focam na mudança comportamental e nas variáveis ambientais que influenciam o comportamento, bem como na compreensão de como a aprendizagem se realiza. É uma área cuja intervenção ocorre em comportamentos socialmente significativos para a pessoa, como por exemplo, linguagem e comunicação, aprendizagem académica, interação social, autonomia, rotinas diárias, etc., de forma a melhorar a qualidade de vida da pessoa que usufrui da intervenção. É baseada na recolha de dados, com o intuito de verificar a sua eficácia, levando a uma tomada de decisões constante.


O ABA requer uma implementação baseada em princípios de aprendizagem, estratégias comportamentais e modificações ambientais, sendo possível de ser aplicada para diferentes situações:

  • desenvolver novos comportamentos importantes no repertório da pessoa;

  • aumentar comportamentos que já existem no repertório, mas ainda pouco frequentes;

  • manter e generalizar comportamentos desejados que já também existem no repertório da pessoa;

  • diminuir ou extinguir comportamentos não desejados, substituindo-os por outros mais adequados e socialmente aceites.


Os princípios do ABA estão presentes diariamente nas nossas vidas, podendo ser aplicados às mais variadas pessoas e situações, como por exemplo, Perturbações do desenvolvimento, Educação, Gerontologia, Marketing, Atividade física, etc., desde que acompanhados por um profissional com experiência na área, para uma correta análise e implementação dos mesmos.

 

FUNDADORES

STEPHANIE TEIXEIRA

Obteve a sua licenciatura e mestrado em Psicologia do Desenvolvimento na Kean University em New Jersey, Estados Unidos da América.

Ainda nos EUA iniciou a sua experiência profissional em Análise Comportamental Aplicada como técnica do comportamento em 2009, desenvolvendo desde então a sua intervenção em diversas áreas, como Perturbações do Espetro do Autismo, dificuldades de aprendizagem, atraso global do desenvolvimento, entre outros.


Mudou-se para Portugal em 2016 onde continuou a trabalhar na área da Análise Comportamental Aplicada. Teve a oportunidade de implementar intervenções ABA com crianças, coordenar equipas clínicas, desenvolver e acompanhar programas de intervenção. 


Recentemente terminou a sua qualificação de Analista Comportamental através da Universidade de Massachusetts. 

DENISE CARVALHO

Licenciada em Psicologia Clínica pelo ISPA, desde 2007 (pré-bolonha). Iniciou a sua formação em Análise Comportamental Aplicada em 2008, desenvolvendo desde então a sua intervenção em diversas áreas, como Perturbações do Espetro do Autismo, Síndrome de Down, Síndrome de Dravet, Síndrome de Phelan-Mcdermid, dificuldades de aprendizagem, consultoria com pais e educadores / professores, entre outros. Participou no desenvolvimento de diversos projetos ao longo da sua carreira na área da Análise Comportamental Aplicada, bem como participou em conferências a nível internacional.


Possui certificado de competências pedagógicas. Obteve a sua certificação como Analista Comportamental em novembro de 2014, com o grau de BCBA e é supervisora certificada pelo BACB desde 2019, trabalhando atualmente na Oficina do Comportamento, Lda..

Obteve, ainda, a certificação nível I de Pivotal Response Treatment, em 2015.

NICOLE DIAS

Concluiu a sua licenciatura em Psicologia Clínica, no ISPA (Instituto de Psicologia Aplicada), em Lisboa, em 2005.

Em 2006 ela juntou-se à primeira equipa ABA em Portugal, onde teve a oportunidade de implementar intervenções ABA com crianças e adolescentes com necessidades educativas especiais, coordenar equipas clínicas e acompanhar programas de intervenção.

Em 2008 a Nicole cofundou o Centro ABA, uma entidade prestadora de serviços baseados na Análise Comportamental Aplicada.

Em 2010 a Nicole concluiu o seu mestrado integrado em Psicologia Clínica, através do ISPA e mais recentemente, em 2013 terminou a sua qualificação em Análise Comportamental, através do FIT (Florida Institute of Technology). Tornou-se uma Analista Comportamental Certificada (BCBA) no ano seguinte.

A Nicole fundou a Nurture and Nature em 2013, uma entidade prestadora de serviços baseados na Análise Comportamental Aplicada. 

RITA GONÇALVES

Licenciada em Psicologia Clínica pelo ISPA, desde 2005 (pré-bolonha). Realizou um Mestrado Integrado em Psicologia Clínica, tendo obtido o grau de Mestre em 2008.

Iniciou a sua formação em Análise Comportamental Aplicada em 2007, desenvolvendo desde então a sua intervenção em diversas áreas, como Perturbações do Espetro do Autismo, Síndrome de Down, Síndrome de Dravet, dificuldades de aprendizagem, consultoria com pais e educadores / professores, entre outros. Participou no desenvolvimento de diversos projetos e estudos ao longo da sua carreira na área da Análise Comportamental Aplicada, bem como participou em conferências a nível internacional.

Possui certificado de competências pedagógicas.

Obteve a sua certificação como Analista Comportamental em fevereiro de 2015, com o grau de BCBA e o certificado de supervisão em abril de 2019, trabalhando atualmente na Oficina do Comportamento, Lda..


Obteve, ainda, a certificação nível I de Pivotal Response Treatment, em 2015.

ANDREIA AFONSO

...

CATIA SOUSA

Licenciada em Psicologia pela Universidade do Algarve (2009), em 2012 concluiu o mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde na mesma universidade. 

Desde a sua formação trabalhou com crianças nas mais diversas áreas. 

Em 2018, cofundou a associação FLORESCERE EMOTIONE – ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL, com o objetivo de promover a concretização de projetos de vida e a realização integral da pessoa e do bem comum.

Iniciou a sua formação em Análise Comportamental Aplicada em 2018, e desde então tem trabalhado com crianças com Perturbações do Espectro de Autismo e dificuldades de desenvolvimento através da implementação de intervenções ABA.

MARIANA CRESPO

Licenciada em Psicologia Clínica pela Universidade de Lisboa. No âmbito da licenciatura em Psicologia, efetuou o seu estágio curricular num centro educativo do Ministério da Justiça onde desenvolveu competências a nível da avaliação e acompanhamento psicológico de jovens, e da coordenação de programas de treino de competências pessoais e sociais para a prevenção da reincidência do comportamento delinquente.

Desde então tem desenvolvido carreira na área da avaliação e intervenção em dificuldades de aprendizagem específicas, em particular, a nível da reeducação da leitura e da escrita.

Possui um Mestrado em Evolução e Biologia Humanas, pela Universidade de Coimbra, onde desenvolveu uma tese acerca da relação entre a empatia emocional e traços de personalidade, e uma Pós-Graduação em Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica, com um trabalho final subordinado ao tema da avaliação e reabilitação neuropsicológica da dislexia.

CÉLIA CUNHA

Licenciada em Motricidade Humana, ramo de Educação Especial e Reabilitação pelo ISEIT, desde 2005 (pré-bolonha). Realizou uma pós-graduação em Informática Aplicada às Organizações, pelo ISCTE, em 2013.


Iniciou a sua formação em Análise Comportamental Aplicada em 2006, desenvolvendo desde então a sua intervenção em diversas áreas, como Perturbações do Espetro do Autismo, Síndrome de Down, Síndrome de Dravet, dificuldades de aprendizagem, dificuldades ao nível da linguagem, consultoria com pais e educadores / professores, entre outros. Participou no desenvolvimento de diversos projetos ao longo da sua carreira nesta área e na área da Psicomotricidade, bem como participou em conferências a nível internacional.

É responsável pelo departamento de Psicomotricidade e Adaptação ao Meio Aquático, na Oficina do Comportamento, Lda..

 

William James

"Act as if what you do makes a difference. It does"

CONTACTE A ASSOCIAÇÃO DE ANÁLISE E MODIFICAÇÃO COMPORTAMENTAL (AAMC)

 

©2020 by Associação de Análise e Modificação Comportamental (AAMC). Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now